Nova logomarca do CPQD é lançada em evento especial para colaboradores e convidados

Conecte-se ao novo. Com esse convite, o CPQD lançou na segunda-feira, 10 de junho, sua nova logomarca – e uma nova identidade visual. Sem perder sua essência inovadora, a organização está iniciando um novo ciclo de vida, que é resultado de um amplo movimento de transformação do qual faz parte um ousado projeto de reposicionamento que vem sendo conduzido desde agosto de 2018. E a nova logomarca é a representação de todo esse processo, que fez emergir um novo CPQD.

Acesse aqui a publicação original…

“O reposicionamento é a última etapa de um processo que, na verdade, começou em 2016, quando sentimos que era preciso repensar o CPQD com o objetivo de prepará-lo para um futuro sustentável”, afirma o presidente Sebastião Sahão Júnior. “Ao longo dos anos, o CPQD tem desempenhado um papel importante no país, ao levar para o mercado tecnologias que contribuem para o desenvolvimento, o progresso e o bem-estar da sociedade. Esse é o nosso propósito, a nossa missão, e isso não vai mudar”, enfatiza.

A cerimônia de lançamento da logomarca – que lotou o auditório e os anfiteatros do Pólis de Tecnologia – contou com a presença maciça dos colaboradores e também com vários convidados especiais. Entre eles, André Borges, presidente do Conselho Curador e secretário de Telecomunicações do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); Juarez Quadros, ex-presidente da Anatel e primeiro presidente do Conselho do CPQD; Aníbal Diniz, do Conselho Diretor da Anatel; o ex-presidente Hélio Graciosa; André von Zuben, secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e Turismo da Prefeitura de Campinas; o jornalista Ethevaldo Siqueira, especializado em telecomunicações, e o alpinista Rodrigo Raineri, parceiro do CPQD no Projeto Everest 2019. O ministro Marcos Pontes, do MCTIC, e o deputado federal Vitor Lippi, da Frente Parlamentar de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação, enviaram mensagens de vídeo – exibidas no evento – destacando a qualidade, a excelência e a importância do CPQD para a pesquisa e o desenvolvimento de tecnologia nacional.

“A mudança na logomarca é muito oportuna, porque reflete a transformação que já estava acontecendo no CPQD e marca uma nova época que, com certeza, será bem-sucedida”, enfatizou André Borges. “Em instituições que atuam na pesquisa e desenvolvimento de alta tecnologia, com muita inovação, a mutação é normal e constante. E, quando se busca mais negócios e melhores resultados, a troca da logomarca faz parte desse movimento”, acrescentou Juarez Quadros.

Já o ex-presidente Hélio Graciosa lembrou que, desde que foi criado, o CPQD enfrenta o desafio do ciclo da inovação – e, sob esse aspecto, hoje é tido como exemplo. Ao falar sobre o momento atual e a mudança da logomarca, destacou: “As organizações nascem, crescem e têm a oportunidade de se modernizar. E é justamente isso que está acontecendo aqui.”

Rodrigo Raineri, por sua vez, ressaltou os pontos em comum entre o movimento de transformação do CPQD e o Projeto Everest 2019. “A ousadia, a busca pela inovação, a quebra de paradigmas e de limites são a marca do CPQD. Eu me identifico muito com o que está acontecendo aqui e acredito que o Projeto Everest cumpriu um dos seus objetivos, que foi agitar o CPQD e ajudar a divulgar a sua marca”, disse.

A paixão por tecnologia nacional e o propósito da organização também mereceram destaque nos pronunciamentos feitos no decorrer da cerimônia. Raquel Pieroni, diretora de Gestão Corporativa e de Pessoas, destacou que o projeto de reposicionamento e a nova logomarca são o reflexo de uma transformação profunda que vem acontecendo no CPQD. “Ela representa a evolução de atitude, o ciclo de transformação e a ferramenta para fortalecer os negócios do CPQD, preparando a organização para o futuro”, enfatizou.

Cristina Penz, da FutureBrand, agência parceira na criação da nova logomarca do CPQD, explicou que a escolha de letras abertas para o nome teve o objetivo de representar que a inovação é um processo aberto. Já a linha ao redor das letras da marca, segundo ela, representa o caminho fluido, dinâmico e integrado do ciclo da inovação, que começa com a ideia – o ponto que direciona e percorre esse caminho, reforçando a essência do que é o CPQD: uma organização de tecnologia que atua em toda a jornada de inovação, da ideia à implementação. Esse conceito também está presente no novo monograma (marca icônica) criado a partir da primeira letra do nome CPQD – que agora tem a grafia com todas as letras maiúsculas.

Com a nova logomarca, o CPQD ganhou também uma nova tagline: Conecte-se ao novo. “Novo é o moderno, o futuro, a inovação, a tecnologia. A ideia é mostrar para as empresas, que hoje precisam inovar e estar atualizadas, que o CPQD é um parceiro que pode fazer essa conexão com o novo”, conclui a diretora Raquel Pieroni.