Eu não tenho fraude ou seria: você não está vendo fraude

Com a experiencia de visitar empresas ao longo dos anos posso seguramente dizer que muitas estão tendo fraudes em transações eletrônicas e nem se dão conta disso.

Vou começar contando um caso pelo qual passei.

Fui convidado a falar sobre prevenção a fraudes em uma empresa de cartões refeição e alimentação.

Durante a apresentação que fiz, fui qualificando como eles trabalhavam, a sensibilidade que tinham e como identificavam as fraudes.

Bom, em resumo, estavam tomando entre 7 a 10 mil Reais de fraude por mês, algo suportável, pouco preocupante, para eles.

Para mim, aquele momento demonstrou o inverso, eu entendi que os fraudadores estavam testando as defesas, era uma preparação para um ataque.

Recomendei começar um trabalho de prevenção mais simples, que eu chamo de D+1, fazer uma análise de todas as transações do dia anterior determinando os escores de fraudes, em resumo começar a conhecer o ambiente, entender as fraquezas e criar proteções.

Como é natural em certos tipos de empresas, falar em criar ambientes de prevenção para algo que eles não estão vendo ou não acreditam estar desprovidos de proteção é só encarado como custos, apesar do custo ser similar ao custo da fraude que vinha ocorrendo, e aqui confesso que tenho grande dificuldade em entender essa forma de pensar.

Passados uns meses apareceu no mercado a notícia que essa empresa estaria vendendo parte dos seus serviços e carteira de clientes para um grande concorrente.

Imediatamente as fraudes aumentaram, em um volume nunca imaginado, quando já tinham tomado mais de 1 milhão de Reais em fraudes em um curto espaço de tempo e gasto com consultorias não especializadas, perguntaram à grande empresa com quem estavam negociando o que fazer, e para a surpresa deles foi indicado os nossos serviços.

Rapidamente, implantamos a prevenção a fraudes em transações eletrônica D+1 e paramos a sangria.

Quer saber mais sobre como começar a automatizar a área de prevenção a fraude com qualidade e com um custo justo, entre em contato.

Estrutura D+1 de prevenção a fraudes